terça-feira, 5 de setembro de 2017

O Poder da Escolha Consciente - Eco Trip / Take 1

Dia 0 e 22 :)



Uma licença sabática, um retiro ativo, uma senda espiritual, uma descoberta interior – poderia chamar-lhe qualquer destes nomes mas decidi ficar-me por Eco Trip.

» 21 dias de viagem por Portugal, Espanha, França e Itália
» 6655 km percorridos
» Mais de 80 localidades visitadas
» + de 100 horas de carro numa média de cerca de 300 km por dia
» + de 200 km a pé
» 555€ x 2 pessoas

Uma viagem sui generis, sem horários, planos fixos ou expetativas. Sem desentendimentos, preocupações ou apegos. Sem sobrecargas, excessos ou rigidez. Uma descoberta constante de entrega, em confiança e abertura, com a inocente admiração própria da criança que aborda o caminho de coração aberto e mente atenta, ávida de cada novo espreitar por recantos ainda virgens do nosso olhar.

Pela primeira vez desde os meus tempos de escola, permiti-me sair por completo do sendeiro do trabalho por mais que uma ou duas semanas seguidas, e mergulhar numa experiência de longo desprendimento dos afazeres de um dia-a-dia ainda que não rotineiro, ainda assim familiar.

Ao longo dos próximos posts partilharei contigo as experiências diárias de escolha consciente, em que se pretendeu desperdiçar o menos possível e desfrutar tanto quanto pudemos abarcar nas nossas almas infinitas.

Ainda que tenhamos gasto muito pouco dinheiro, combustível e poupado o ambiente do nosso lixo da melhor maneira que soubemos, bem como poupado o mundo de dramas e pensamentos nefastos com a nossa contínua alegria, confiança e certeza de que o nosso caminho está, esteve e sempre estará pleno de magia – vivemos tamanha abundância que em certos momentos ficámos sem fôlego, tal era a enormidade de dádivas que em cada lugar recebemos.

Tornou-se muito claro, como se não o fosse já anteriormente, que quando nos acercamos do caminho de braços abertos, coração livre e mente serena, todo o universo se reúne para nos celebrar em cada respiração – dando-nos de volta muito mais que o dobro do nosso fôlego investido.

Nos dias que correm, em que o consumo assume as rédeas da economia global, parece utópica a possibilidade de gastar pouco e usufruir muito, mas na verdade não só é possível como simples.

Obrigada é só o que tenho a dizer.


No próximo post começo a contar-te a história…





Sem comentários:

Enviar um comentário